Dicionário Estraviz. Inicio
Início > Resultado da pesquisa

Pesquisa no dicionário

Também podes experimentar a pesquisa avançada
    olho
    1ª pessoa do singular do presente do indicativo de olhar

    olho

    s. m.
     
    (1) Órgão da visão que, nos vertebrados e nalguns invertebrados, tem estrutura complexa: tem uns olhos grandes.
     
    (2) Abertura em forma de olho.
     
    (3) Buraco entre as cambas e o mião da roda do carro.
     
    (4) Furo ou buraco pequeno redondo.
     
    (5) Nascente de água.
     
    (6) Gota de gordura na superfície de um líquido.
     
    (7) Gomo vegetal que origina um ramo ou raiz normal.
     
    (8) Orifício de uma ferramenta por onde se enfia e prende o cabo: o olho da sacha.
     
    (9) Cavidade no queijo.
     
    (10) Cada uma das cavidades relativamente grandes de uma massa esponjosa.
     
    (11) Parte central, ainda nova e tenra, de plantas hortícolas, como a couve.
     
    (12)
    fig. Cuidado, atenção, tino.
     
    (13) Finura.
     
    (14) Em arquitetura, óculo.
     
    (15) A parte do tipo que imprime, formada polo relevo da letra fundida no entalhe da matriz, e cujo tamanho pode variar dentro da mesma força do corpo.
     
    (16) A estampagem da letra, deixada na matriz polo punção.
     
    (17)
    ext. Superfície impressora de outros materiais tipográficos como fios, clichés, etc.
     
    (18) A área fechada do e, que o distingue do c.
     
    (19) A parte superior do tipo, que apresenta o carácter em relevo.
     
    (20) Fenda na batata de onde sai o gomo.
     
    olho-boi-vidal: concha marinha usada como amuleto ou para enfeite.
     
    olho clínico:
     
    (1) Tendência para acertar no diagnóstico das moléstias.
     
    (2)
    fig. Capacidade de perceção pronta duma situação.
     
    olho composto: órgão visual formado pola associação de vários olhos simples, e que se encontra, por vezes, muito desenvolvido, por exemplo nos insetos.
     
    olho d'água: nascente que rebenta do chão.
     
    olho epifisar: a epífise do cérebro dos batráquios.
     
    olho facetado: órgão visual formado pola associação de vários olhos simples, e que se encontra, por vezes, muito desenvolvido, por exemplo nos insetos.
     
    olho gordo: inveja.
     
    olho pineal: olho rudimentar, ímpar, de função reduzida ou nula, nalguns sáurios.
     
    olhos lambisqueiros: olhos que degoram por tudo.
     
    olho mágico:
     
    (1) Dispositivo circular com pequena lente, que se instala nas portas e permite olhar de dentro para fora sem ser notado.
     
    (2) Válvula de sintonia na qual um feixe de eletrões incide sobre uma tela fluorescente e, conforme a sua abertura, indica a intensidade dos sinais recebidos no circuito.
     
    olho médico: olho clínico.
     
    olho de fermosura: cavidade do mento.
     
    olho de lince: vista de lince, agudíssima.
     
    olho do cu: ânus.
     
    olho do moinho: abertura da roda do moinho onde cai o grão da canoura para introduzir-se entre as moas.
     
    olho-de-boi-mar ou olho-de-boi-do-mar: caracol marinho do género dos múrices.
     
    olho-de-boi-marinho: olho-de-boi-mar.
     
    olho de peixe: pedrinha muito pequena que, introduzida no olho duma pessoa, dizem que tira qualquer corpo estranho que haja dentro dele.
     
    olho de perdiz: certo labor de passamanaria que tem a figura dum olho pequeno.
     
    olho de serpe: diz-se dos dentes dos peixes petrificados, que depois de polidos apresentam círculos concêntricos que semelham olhos de animais.
     
    olho por olho, dente por dente: desforra correspondente à ofensa.
     
    olho reganhado: o que tem uma prega que o impossibilita de fechar-se por completo.
     
    olho vivo: diz-se da pessoa muito esperta e astuta.
     
    olhos arregalados: os muito abertos por espanto ou assombro.
     
    olhos de caranguejo: diz-se dumas pedrinhas calcárias, convexas por uma face e planas pola outra, que se forma no interior dos corpos de caranguejos durante o período da muda, outrora muito usados em medicina por suas propriedades absorventes.
     
    olhos de gato: pessoa que tem os olhos esverdeados, como os gatos.
     
    olhos esbugalhados: os muito volumosos, que parecem sair das órbitas.
     
    olhos remelados: diz-se daqueles que se abrem excessivamente, vendo-se-lhes a meninha por completo, e que parece que miram irados e coléricos.
     
    olhos saltões: o mesmo que olhos esbugalhados.
     
    olhos tenros: os que padecem alguma fluxão ligeira e contínua.
     
    olhos vesgos: os estrábicos.
     
    olhos vivos: os muito brilhantes e expressivos.
     
    abaixar os olhos:
     
    (1) Humilhar-se.
     
    (2) Obedecer sem protestos.
     
    (3) Ruborizar-se, sentir vergonha.
     
    abrir muito o olho: assentir com alegria ao que se lhe promete.
     
    abrir o olho: diz-se a jeito de advertência para prevenir surpresas desagradáveis.
     
    abrir os olhos:
     
    (1) Fazer ver as cousas.
     
    (2) Tornar esperto.
     
    acender-se os olhos: inflamar-se pola ira.
     
    acertar a olhos fechados: diz-se do que se acerta com facilidade.
     
    a fecha olhos: sem desconfiança.
     
    andar com cem olhos: prevenido e com muita precaução.
     
    a olho: sem medida, a esmo.
     
    a olho nu: sem auxílio de óculos ou qualquer instrumento ótico.
     
    a olhos cegaratos: fechando-os quase para dirigir a vista e distinguir bem o que se quer ver.
     
    a olhos fechados:
     
    (1) O que se faz com facilidade.
     
    (2) O que se tem por bom sem mais miramentos.
     
    (3) O que se faz sem pensar em riscos.
     
    a olhos musgados: com eles apenas entreabertos, como fazem os curtos de vista.
     
    a olhos vistos: claramente, patentemente.
     
    arregalar o olho: cobiçar.
     
    avivar os olhos: extremar a precaução.
     
    botar-lhe o olho a: decidir-se por algo, que então se deseja, e fazer o possível por consegui-lo.
     
    cem olhos: pessoa que tudo o vê e esquadrinha.
     
    cerrar os olhos:
     
    (1) Morrer.
     
    (2) Consentir, tolerar.
     
    chorar por um olho azeite, e por outro vinagre: lamentar, sem o sentir, qualquer mal alheio.
     
    chupar-lhe os olhos a alguém: fazê-lo gastar muito dinheiro.
     
    colher de olho (a alguém): tê-lo sobre olho.
     
    colher entre olhos (a alguém): ter-lhe antipatia.
     
    comer com os olhos (a alguém): mostrar paixão na olhada (ódio, amor, inveja, etc.).
     
    comer com os olhos:
     
    (1) Cobiçar, desejar vivamente.
     
    (2) Apetecer os alimentos mais polo seu aspeto que por outra cousa.
     
    (3) Fitar com atenção ou interesse.
     
    comer-se com os olhos: mirar-se com paixão (normalmente amor).
     
    com o olho aberto: com precaução.
     
    como os olhos da cara (cuidar, querer, etc.): exprime grande valor.
     
    com olhos fechados: irreflexivamente.
     
    custar os olhos da cara: ser muito caro ou demandar grande esforço.
     
    dar de olho: fazer um sinal com um olho.
     
    dar nos olhos: estar clara uma questão.
     
    dar uma vista de olhos: observar superficialmente.
     
    deitar poeira nos olhos: procurar enganar.
     
    de olhos fechados: sem necessidade de reflexão.
     
    diante dos olhos: na presença de alguém.
     
    doer-lhe (a alguém) o olho: sentir pesar por não poder obter o que se vê e se deseja.
     
    doer o olho:
     
    (1) Diz-se duma cousa de mérito que se estima muito.
     
    (2) Espécie de reparo irónico que não rebaixa o objeto de que se trata, senão o contrário.
     
    (3) Aplica-se às pessoas belas, especialmente às moças.
     
    (4) Aplica-se também às pessoas que possuem dinheiro.
     
    dormir com os olhos abertos: dormir com precaução e cuidado.
     
    dormir com os olhos abertos, como a lebre: diz-se das pessoas que costumam ter os olhos a meio fechar quando dormem.
     
    encher o olho: agradar, satisfazer.
     
    encher o olho (algo, alguma cousa, a alguém): contentá-lo extremamente.
     
    enquanto o Diabo esfrega um olho: num instante, num ápice.
     
    erguer os olhos ao céu: alçá-los como para rogar um favor divino.
     
    estar debaixo de olho:
     
    (1) Andar vigiado.
     
    (2) Prestes a ter solução.
     
    estar polos olhos: ser fácil de compreender.
     
    falar com os olhos: dar algo a entender, tão bem como com palavras.
     
    fazer os olhos aranheiras: turvar-se a vista.
     
    fechar os olhos:
     
    (1) Morrer.
     
    (2) Não avir-se a razões nem evidências.
     
    irem-se os olhos nalguma cousa: cobiçá-la.
     
    ir-lhe os olhos a uma psessoa por alguma cousa: desejá-la vivamente.
     
    já lhe viu os olhos à coruja: diz-se da pessoa que já está costumada às vicissitudes, reveses e infortúnios.
     
    levantar os olhos: olhar a direito.
     
    maus olhos: bruxaria.
     
    meter os dedos polos olhos: pretender enganar.
     
    meter polos olhos:
     
    (1) Explicar da maneira mais clara possível.
     
    (2) Obrigar a tomar ou tomar ou comprar por meio de importunação, insistindo muito.
     
    meter-se alguém polo olho duma agulha:
     
    (1) Ser buliçoso e intrometido.
     
    (2) Introduzir-se em qualquer parte para conseguir o que se solicita.
     
    mirar com maus olhos:
     
    (1) Desconfiadamente.
     
    (2) Com desagrado.
     
    mirar com muitos olhos (uma cousa): mirá-la ou examiná-la com suma atenção.
     
    mirar com outros olhos: estimar de diferente maneira.
     
    não dizer a alguém bons olhos tens: não lhe dirigir a palavra, não lhe falar.
     
    não pregar olho: não dormir.
     
    não tens olhos?: diz-se a quem comete algum erro próprio de quem não vê.
     
    não ter onde botar os olhos: não ter nenhum valimento.
     
    não tirar os olhos de: observar demoradamente.
     
    num volver de olhos:
     
    (1) Num instante.
     
    (2) De relance.
     
    olho ao Cristo que é de prata: previne alguém para que tenha cuidado de alguma cousa valiosa, polo risco de que lha furtem.
     
    olhos que te virem ir:
     
    (1) Significa que a ocasião que se perdeu uma vez não costuma presentar-se depois.
     
    (2) Mostra também o temor de não volver a ver uma pessoa ausente e querida, ou de não recobrar algo de valor, do que se desprendera voluntariamente.
     
    passar polos olhos ou Passar os olhos por: ver ou ler apressadamente.
     
    polos seus olhos belidos:
     
    (1) Gratuitamente, sem trabalho nenhum.
     
    (2) Sem obter em troca nenhuma vantagem.
     
    pôr alguém no olho da rua: expulsá-lo de algum lugar ou emprego.
     
    pôr os olhos em:
     
    (1) Ver.
     
    (2) Cobiçar.
     
    pôr os olhos em algo ou em alguém: mirá-lo atentamente, com carinho e simpatia.
     
    pregá-la na meninha do olho: enganar alguém na sua própria presença.
     
    quatro olhos: que, ou o que usa óculos.
     
    quebrar-lhe um olho ao demo: evitar um mal ou parte dele.
     
    querer alguém como ou mais do que as meninhas dos olhos: querer alguém mais do que a si próprio.
     
    regalar, remelar ou revirar os olhos: revolvê-los, torcê-los, volvê-los em volta, vagamente, por efeito duma paixão, por ira, cólera, dor, sofrimento, etc.
     
    saltar aos olhos: ser evidente.
     
    ser (uma pessoa) o olho direito de (outra): ser da sua maior confiança e carinho.
     
    ter alguém de olho: vigiá-lo.
     
    ter (alguém) maus olhos: ser bruxo.
     
    ter a olho: esperar.
     
    ter lume no olho: ser inteligente.
     
    ter olho: ser esperto.
     
    ter os olhos na tona da terra: ter olhos de boi.
     
    ter ou trazer do olho (a alguém): espreitá-lo, por cautela ou prevenção.
     
    ter peneiras nos olhos: não ver as cousas como elas são.
     
    ter sangue nos olhos: desejar ardentemente a vingança.
     
    ter o olho mau: ter a capacidade de causar mal de olho.
     
    um olho numa cousa e outro noutra: explica a concorrência de diversas intenções ao mesmo tempo.
     
    ver a palha no olho alheio, e não ver a trave no seu: criticar os defeitos alheios, ainda que mínimos, e não conhecer os próprios.
     
    ver com bons olhos: receber bem, ser ou mostrar-se favorável a.
     
    vidrar-se os olhos: colher o aspeto ou aparência de vidro, que é sinal da proximidade da morte nos enfermos.
     
    vir-se aos olhos uma cousa: chamar fortemente a atenção polas suas vivas cores ou por outras qualidades ou circunstâncias chamativas.
     
    [lat. oculu]

    Palavra pesquisada 5734 vezes
Outras ajudas